Santuário de Lurdes

Em Lurdes, uma cidade localizada no alto dos Pirenéus, depois da Igreja Católica ter promulgado a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, uma menina de 11 anos chamada Bernadette Soubirous, teve a primeira aparição de 18 aparições, a 11 de Fevereiro de 1558. E assim ela descreve a aparição: “De repente ouvi muito barulho como se tratasse do som de uma tempestade. Olhei para a direita, para a esquerda, para debaixo das árvores, à beira-rio, mas nada se mexia. Pensei que estava enganada… A seguir ouvi de novo o barulho. Assustada, levantei-me imediatamente. Não consegui falar ou pensar; quando virei a cabeça em direcção às grutas, observei que numa das entradas se agitava um único arbusto de rosas, mexendo-se como se estivesse a ser sacudido por uma forte ventania. Quase simultâneamente apareceu uma nuvem dourada e pouco tempo depois uma Senhora, jovem e bonita, extraordinariamente bonita, como eu nunca tinha visto, veio e posicionou-se à entrada da gruta, mesmo por cima do arbusto de rosas. Olhou-me imediatamente nos olhos, sorriu e fez-me sinal que para que avançasse, como se fosse a minha mãe. Por essa altura já todo o medo se tinha evaporado, mas não sabia bem onde estava. Esfreguei os olhos fechei-os e abri-os novamente, mas a Senhora continuava lá, sorrindo e dando a entender que eu não estava realmente enganada. Sem pensar naquilo que fazia, peguei no meu rosário e ajoelhei. A senhora acenou com a cabeça em sinal de aprovação, pegando ela própria num rosário que pendia do seu braço direito… A senhora deixou que eu rezasse sozinha; passava as contas do seu rosário entre os seus dedos, mas mantinha-se em silêncio; depois “Glória”, era só o que ela dizia comigo no fim de cada dez contas. ” LOURDES 7

A Linda Senhora apareceu mais 17 vezes a Bernadette junto às grutas de Massabielle trajando um vestido brando simples com uma longa faixa à cintura e um véu branco sobre a cabeça, nos pés não levava sapatos, mas rosas douradas que os cobria. Durante a nona aparição, uma fonte brotou miraculosamente. Na décima aparição, a Virgem Maria pediu uma capela, e na décima sexta identificou-se como a Imaculada Conceição, as mensagens da Virgem ajudaram a tornar conhecido o Dogma da Imaculada Conceição proclamado pelo Papa Piu IX. Lurdes tornou-se famosa pela sua fonte de água. Rica de simbolismo, a água recorda-nos o baptismo e o sacramento da penitência, que nos perdoa e purifica. Os peregrinos podem beber a água da fonte, numa das 20 torneiras localizadas à esquerda da gruta, as fontes também alimentam 14 banhos, 8 dos quais reservados para as mulheres, e 6 para homens.SantuarioLurdes

Durante uma das aparições, a obediente Bernadette acedeu ao pedido que lhe foi dirigido pela Nossa Senhora, para que ela se penitenciasse e aceitasse a humilhação pelos pobres e rebeldes pecadores.

Os enfermos começaram quase de imediato a fluir às águas milagrosas de Lurdes. A mensagem de Lurdes é, uma vez mais , a do Evangelho, mensagem de amor, sentido da oração, meditação do rosário, por serem iluminadoras da vida do verdadeiro  seguidor de Cristo. E também a entrega de boa vontade a Cristo que é o caminho a verdade e a vida.A Nossa Senhora de Lurdes disse a Bernadette: ”Não te prometo a felicidade nesta vida, mas sim na outra”. Há 150 anos que chegam peregrinos de todo o mundo a este santuário. As águas que curam vieram trazidas pelo amor e pela fé ardente de todos que lá chegam carregados de esperanças. Berdadette foi beatificada e sua vida curta foi passada num convento perto de Nevers, onde os visitantes podem ainda hoje ver o seu corpo intacto, preservado pela graça divina há mais de 100 anos, num caixão de vidro debaixo do altar principal.A Nossa Senhora de Lurdes confiou a  Santa Bernadette três segredos que ela guardou-os e levou-os com ela para a sepultura, entretanto à Mãe de Deus, lhe confiou as orações pelos pobres pecadores o que a Santa cumpriu até o seu último suspiro.CathedralatLourdes-vi

A devoção a Nossa Senhora de Lurdes foi autorizada e o Papa Leão XIII instituiu a sua festa, no dia 11 de Fevereiro, celebrando as aparições. Pio XI beatificou Bernadette no dia 14 de Junho de 1925 e canonizou-a dia 11 de Dezembro de 1933, na praça de São Pedro, em Roma.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s