Orações de União e Perdão

Sem TítuloLogo que o sol despontar no horizonte, saúde-o com um pensamento de louvor ao Pai Criador, levantando-se também e iniciando seu trabalho quotidiano, oferecendo o seu dia a Deus.Mantenha também uma mente sadia e equilibrada, com o firme desejo de ajudar a todos e a cumprir com perfeição todas as suas obrigações, como se o seu patrão fosse o próprio Jesus. E com certeza, poderá no fim do dia, deitar-se, com a consciência feliz, por haver cumprido seu dever.

Agradeça sempre a Deus pelas graças recebidas a cada dia, pela manhã. Podemos enumerar as bênçãos e dádivas que recebemos do Senhor, até este dia. Temos de manifestar a nossa gratidão ao Senhor sempre, mesmo nos momentos de maior dificuldade. Afinal, quantas coisas, boas ou menos boas, que aconteceram e que lhe deram mais experiência. Ao deitar-se , ao levantar-se mesmo muito cansado, observe, quantas alegrias e tristezas, dor e amor se pode viver, aprender e amar, partilhar.Foi tudo uma grande dádiva. A vida é essencialmente, graça. Somos o oceano das graças de Deus e da vida, como instrumento das misericórdias em acção.

A Igreja agradece continuamente a Deus, particularmente quando celebra a Eucaristia. Louva e agradece a Deus a criação e salvação. A Santa Missa é chamada também ”Eucaristia”, ou seja ”Acção de graças”. Quando participamos na Santa Missa, agradecemos ao Deus uno e Trino, mas isso deve continuar ao longo de nosso dia. De manhã, quando acordamos, ao começar um novo dia, lhe oferecemos a nossa vida e pedimos a Sua ajuda e protecção, e também lhe agradecemos por tudo o que temos e somos. Podemos agradecer ao Senhor a saúde, os familiares, amigos, o trabalho, os filhos, os pais.  Nada deve ser amaldiçoado por quem sabe que tudo acontece nas mãos de Deus. Não há dádiva maior do que ter fé em Deus e poder dizer-lhe, de todo o coração,” Muito obrigado! ”
Cerca de 350.000 Missas são celebradas em cada dia em todo o globo. Que manancial de graças, podemos nos unir a todas essas Missas, e ao Coração de Jesus e de Maria, assim…

Oração: Pela Manhã
Ó Jesus, uno-me a todas as Missas que se celebram neste dia em todo o universo; eu Vo-las ofereço por todas as intenções do Vosso Sagrado Coração e Vos suplico pelo Coração Imaculado de Maria:

Fazei cair sobre a minha alma algumas gotas do Vosso Sangue, espalhado durante o Santo Sacrifício pela remissão dos meus pecados e das suas penas. 
Pelos merecimentos da Santa Missa, livrai as almas do purgatório, dai perdão e emendai os pecadores, tende misericórdia dos moribundos, convertei os infiéis e os pagãos, preservai as crianças da morte sem baptismo, conservai-lhes a inocência, dai luz e coragem àqueles que procuram a sua vocação; que todos os cristãos caminhem na senda dos Vossos Mandamentos e evitem cair em pecado mortal.
Aceito a morte quando, onde e como Vos aprouver, ó Jesus, que Vós mesmo morrestes por mim. Mas que eu morra no Vosso amor, em companhia de Maria e de José!
Assim Seja.

A alegria é uma virtude do coração.  Quando o coração é bom, o rosto é alegre, pouco importando os sucessos externos das nossas realizações. Deus deseja que gozemos dos bens que a vida nos proporciona, pois os criou para a nossa felicidade. Quando estamos tristes é porque não temos consciência dos dons de Deus ou porque os exploramos egoisticamente. O apego exagerado às coisas do mundo não dá felicidade, não preenche o coração, nem dá o verdadeiro sentido a vida. Essa alegria vivida sem Deus , não é verdadeira nem duradoura. Neste sentido, mais vale, os nossos relacionamentos, de amor, nossos sorriso alegre, nossos actos de bondade, do que uma vitória solitária, ostentada com egoísmo ganância e soberba. O desprendimento é uma qualidade dos grandes santos.

A bondade é como um perfume nos nossos relacionamentos diários. Quem faz o bem não tem nada a temer e será, um dia recompensado e reconhecido pelos outros. Deus usa-nos para chegar aos que mais precisam, e devemos estar sempre abertos as suas inspirações. Actualmente, a dureza do dia-a dia é tanta e as maldades multiplicam-se tanto, que andamos todos à procura de um coração Misericordioso. A fé diz-nos que Deus é esse regaço onde podemos nos reclinar seguros e em paz.
Ao fim do dia, pedimos perdão pelas nossas faltas e lhe agradecemos pelo dia que passou.

Oração: À Noite

Pai Eterno, eu Vos ofereço o Coração Sagrado de Jesus com todo o seu amor, todos os seus sofrimentos e todos os seus méritos:
-Em expiação de todos os pecados que cometi hoje e em toda a minha vida.
Glória ao Pai….
-Para purificar o bem que fiz mal, neste dia e em toda a minha vida.
Glória ao Pai…
-Para suprir o bem que deveria fazer e de que me descuidei hoje e durante toda a minha vida.
Glória ao Pai…( indulgência parcial).

Nota: Uma religiosa Clarissa apareceu depois da sua morte à sua Superiora, que rezava por ela, e disse-lhe:” Fui directa para o Céu, porque por meio desta oração, recitada todas as noites, satisfiz todas as minhas dividas ao Senhor e fui preservada do Purgatório”. boa prática a imitar.

Aspirações para repetir frequentemente
-Pai Santo, pelo Coração Imaculado de Maria, ofereço-Vos Jesus, Vosso Filho bem amado, e a mim próprio n’Ele, com Ele e por Ele me ofereço por todas as intenções e em nome de todas as criaturas.

-Pai Eterno, em reparação da minha frieza, ofereço-Vos o amor de Jesus.
Meu Deus, fazei a união dos espíritos na verdade e a união dos corações na caridade .(indulgência parcial).

Depois de ter cometido uma falta:
Pai Santo, acabo de Vos ofender com um pecado. Perdoai-me, suplico-Vos. Arrependo-me de todo o coração. Ofereço-Vos os sofrimentos e o sangue de Jesus em reparação e para me purificar.

Devemos reflectir bastante no valor da oferta de Jesus e dos seus méritos ao Pai Eterno. É um manancial inexaurível de preciosas graças, sempre aberto, assim como o seu coração, aos filhos da Santa Igreja. Façamos com que dele aproveitem todos  aqueles que ainda não conhecem o bom Jesus.
Nascemos por amor, vivemos para amar e somente o amor eterniza as nossas vidas, pois Deus é Amor. Ele ama-nos e deu a sua vida por amor dos seus filhos. Procure amar a tudo e a todos indistintamente. O amor é uma doação perene de Luz e de felicidade, sem retribuições ou recompensas. Ame a Deus, amando a seu próximo tanto quanto a si mesmo. Qualquer gesto de amor, será sempre um reflexo da natureza íntima de Deus.Então acenda a sua Luz interior, a Luz de sabedoria e verdade. Mergulhe em seu íntimo, e ouça a voz da sua consciência, do seu coração, é a voz silenciosa de Deus falando dentro de você, no seu coração.
Procure viver sua vida interior com mais intensidade, porque Deus está permanentemente dentro de você, apesar de suas imperfeições e defeitos. Procure descobri-Lo e terá conquistado a felicidade. Deus nos guia sempre, dando-nos a orientação de nossa vida.
Mas precisamos ser receptivos para ouvir Sua Voz, sabendo-a interpretar através das circunstâncias que cercam nossa vida, levando-nos ao maior progresso espiritual, e intimidade com Ele.
Deus quer apenas nosso bem e nossa felicidade, e nos dá os meios de sermos felizes. O mal que vem sobre nós é resultado de nossos erros do passado, de nossa ignorância. Faça em seu redor uma sementeira de bondade e de perdão, para que amanhã possa colher os frutos da paz e da felicidade.
Faça todos os dias um oferecimento da sua vida:

fotografiaOração:
”Meu amável Jesus, diante das pessoas da SSmª Trindade, diante da Nossa Senhora a Virgem Maria, e de toda a Corte Celestial, ofereço, segundo as instruções do Vosso Coração Eucarístico, e das do Imaculado Coração de Maria Santíssima, toda a minha vida, todas as minhas santas Missas, Comunhões, boas obras, sacrifícios e sofrimentos, unindo-os aos méritos do Vosso Santíssimo Sangue e à Vossa morte na Cruz; para adorar a Gloriosa SSmª Trindade, para oferecer-lhe reparação pelas nossas ofensas, pela união da nossa Santa Madre Igreja, pelos nossos Sacerdotes, pelas boas vocações sacerdotais, pela purificação das Santas almas do Purgatório, pela conversão dos pobres pecadores e por todas as almas até ao fim do mundo.
Recebe, meu Jesus, o meu oferecimento de vida e concede-me a graça de perseverar nele até ao fim da minha vida. Ámen.”

Também podemos rezar uma oração antes de uma meditação, ou leitura da Bíblia, da liturgia diária, ou de um Salmo.

Oração:
”Senhor Jesus, coloco-me diante de Ti tal como sou. Sinto grande desgosto pelos meus pecados. Arrependo-me dos meus pecados, por favor perdoa-me . No Teu nome eu perdoo a todos por tudo aquilo que fizeram contra mim. Renuncio a Satanás, aos espíritos malignos e a todas as suas obras. Dou-me inteiramente a Ti.
Senhor Jesus, agora e para sempre convido-Te para a minha vida, Jesus, aceito-Te como meu Senhor, Deus e Salvador. Cura-me, transforma-me, fortalece o meu corpo, a minha alma e o meu espírito.
Vem Senhor Jesus, cobre-me com Teu precioso Sangue e enche-me do Teu Espírito Santo. Amo-Te Senhor Jesus, Louvo-Te Jesus. Dou-Te graças Jesus. Seguir-Te-ei em todos os dias da minha vida Ámen.
Imaculado Coração de Maria, Minha Mãe e Rainha da Paz, peço a sua ajuda. Ámen.

A capacidade de reconhecer as nossas fraquezas e fragilidades com humildade é um grande Don de Deus. Deus é pai, bom e misericordioso, por isso podemos reconhecer os nossos pecados com serenidade e humildade diante de Deus, sem desanimo, pois Ele esta sempre disposto a nos perdoar.
Pecamos mas, se estamos dispostos a emendarmos , é sinal que Deus está presente e operante nas nossas vidas. Se não encontramos paz no coração é porque a consciência nos chama à atenção. E este é mais um sinal da presença activa de Deus em nossa vida, e devemos sempre agradecer-lhe a Sua chamada de atenção.
Pecamos mas, em vez de desanimar e ficar no pecado, devemos escolher confiar no Senhor e pedir o seu perdão , e a sua ajuda. Pois a sinceridade do coração agrada ao Senhor, e podemos, então agradecer a Deus pela força que Ele nos dá, para continuar a nossa caminhada rumo a santidade.Necessitamos do perdão de Deus, mas se não sabemos perdoar sem esquecer, é sinal de que não compreendemos ainda a Verdade e o Caminho a seguir..Lembre-se de que o amor ao próximo é o segredo de nossa felicidade.

Oração:”Bendiz, ó minha alma, o Senhor e não esqueças todos os seus benefícios. É Ele que perdoa as tuas culpas e cura todas as tuas enfermidades. É ele que resgata a tua vida do túmulo e te coroa de graças e bondade. É Ele quem acumula de bens a tua existência. O Senhor é misericordioso e compassivo, não está sempre a repreender. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos castigou segundo as nossas culpas. Como o pai se compadece dos filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem…..” (Salmo 103)

Há quem diga que não tem pecado, quando,na verdade  sabemos que somos todos pecadores.A Igreja é santa e pecadora, por isso, a vontade de Deus para nós é a Santidade. Pecado é enterrar os talentos recebidos, e não os fazer render para os outros. E boicotar os projectos comunitários, impedir a realização de um bem superior a nos mesmos. Pecar é viver na dureza do coração egoísta, e isolado. Pecar é valorizar deuses menores e falsos, construídos à imagem e semelhança do seu pequeno e interesseiro eu. Mas entretanto devemos lembrar que quanto maior for o pecado seja qual for; maior ainda é a Misericórdia de Deus. E não duvidemos disso, pois esse seria o pior dos pecados; não crer nesta verdade e duvidar da Misericórdia divina. Pense que a sua Luz deve brilhar de dentro para fora. Procure manifestar a todos a luz interior que vibra em você, através de seus actos e de suas palavras de compreensão e de optimismo. Deixe que a Luz maior de Deus brilhe também no seu interior, e seja um reflexo limpo de fé e amor.

Oração: Pai
Ponho-me nas vossas mãos.
Fazei de mim o que quiserdes.
Seja o que for, por isso Vos dou graças.
Estou disposto a tudo.

Aceito tudo, contanto que a Vossa vontade se cumpra em mim e em todas as criaturas.
Nada mais desejo, Pai.
Confio-Vos a minha alma, dou-Vo-la com todo o amor de que sou capaz, porque Vos amo e preciso de me dar, de me pôr nas vossas mãos sem medida, com uma infinita confiança, porque Vós sois o meu Pai.(Ch. de Foucauld)

Diálogo com Cristo

Obrigado, Senhor, pelos meus braços perfeitos, quando há tantos mutilados. 
Pelos meus olhos perfeitos, quando há tantos sem Luz.
Pela minha voz que canta, quando tantas emudeceram.
Pelas minhas mãos que trabalham, quando tantas mendigam.
É maravilhoso, Senhor, ter um lar para voltar, quando há tanta gente que não tem para onde ir.
É maravilhoso, Senhor, sorrir, amar, sonhar, quando há tantos que choram, tantos que se odeiam, tantos que se revolvem em pesadelos, tantos que morrem antes de nascer.
É maravilhoso, Senhor, sobretudo, ter tão pouco a pedir e tanto a agradecer.


Acto de contrição

Perdão, Senhor.
Embora bem intencionado e cheio de boa vontade, nem sempre acertei no meu relacionamento humano…
Eu queria ser flor… e fui espinho.
Queria ser sorriso…e fui mágoa,
Queria ser luz… e fui trevas.

Queria ser estrela…e fui eclipse.
Queria ser contentamento… e fui tristeza.
Queria ser amigo… e fui adversário.
Queria ser força… e fui fraqueza.
Queria ser o amanhã… e fui o ontem.

Queria ser paz… e fui guerra.
Queria ser vida… e fui morte.
Queria ser sol… e fui escuridão.

Queria ser a calma… e fui tumulto.
Queria ser carinho…. e fui rudeza.
Queria ser sobrenatural… e fui terreno.
Queria ser lenitivo… e fui flagelo.
Queria ser Amor… e fui decepção.
Recebe, Senhor, em tuas mãos de misericórdia
e perdão infinito, o gosto amargo e contrito desta oração.
(P.B. Schneider)

Oração pela paz

Senhor, Deus da Paz.
Vós que criastes os homens, para serem herdeiros da Vossa Glória, nós Vos bendizemos e agradecemos, porque nos enviastes Jesus Vosso Filho bem amado.
Vós fizestes dele, no mistério da Sua Páscoa, o artífice das nossa salvação. a fonte de toda a paz, o laço de toda a fraternidade.
Nós Vos agradecemos pelos desejos, pelos esforços, e pelas realizações, que o Vosso Espírito de paz suscitou em nossos dias, para substituir o ódio pelo amor, a desconfiança pela compreensão, a indiferença pela solidariedade.
Abri mais ainda os nossos espíritos e os nossos corações para as exigências concretas do amor de todos os nossos irmãos,para que sejamos cada vez mais artífices da paz.

Lembrai-Vos, ó Pai, de todos os que lutam, sofrem e morrem pela construção de um mundo mais fraterno.

Que para os homens de todas as raças e de todas as línguas venha o vosso reino de justiça, de paz e de amor.( Papa Paulo VI).

A Igreja diz-nos sobre o sacramento da penitência ou reconciliação: ”Que Aqueles que se aproximam do Sacramento da Penitência, obtêm da misericórdia de Deus o perdão da ofensa feita a Ele e, ao mesmo tempo, reconciliam-se com a Igreja, que tinham ferido com o seu pecado e que, pela caridade, exemplo e oração, trabalha pela sua conversão.” (Vaticano II L. G. nª 11).

Na parábola do filho, volta para casa depois de ter cometido muitos delitos, é a imagem mais tocante de perdão, que conhecemos da Bíblia, o reencontro do filho pródigo, com o seu pai que espera de braços abertos. O pai cortou-lhe qualquer pedido de perdão e disse:’‘Trazei a melhor roupa que temos em casa, colocai-lhe sandálias nos pés e um grande anel no seu dedo. E vamos fazer uma grande festa!”
O único que não aceitou bem o filho pródigo de volta foi o seu irmão mais velho, de coração endurecido.
Cada um de nós pode ser um pai cheio de perdão ou um irmão mais velho, rancoroso e acusador, ou um filho que deseja voltar para casa e começar tudo de novo. A parábola bíblica, no entanto, exalta o velho Pai que perdoa e acolhe com  palavras de misericórdia e amor, assim é o nosso Deus.

O Sacramento da Penitência ou da Reconciliação, vulgarmente chamado de Confissão, foi instituído por Nosso Senhor Jesus Cristo para perdoar os pecados cometidos depois do Baptismo.
Efeitos da Confissão bem feita: perdoa os pecados graves e a pena eterna que lhes é devida; perdoa também a pena temporal, segundo as disposições do penitente, e confere o aumento da graça santificante; faz reviver merecimentos passados; confere a graça sacramental e enche a alma de paz.
Para se confessar bem: implorar o auxílio de Deus e pensar, um pouco a sós, sobre a conduta de vida, ou seja um exame de consciência; excitar o arrependimento pelas faltas passadas, ou seja dor de coração; propor algo para melhorar a vida de futuro; ou seja propósito de emenda; e dizer ao sacerdote brevemente os seus pecados; e ouvir os seus conselhos ou orientações. Mas, se surgir qualquer dúvida ou dificuldade, manifestá-la ao confessor, que ele logo ajudará e fará fácil o que porventura, antes se afigurava difícil.

No sacramento da reconciliação é Deus quem nos chama, nos acolhe e nos perdoa. Mas o perdão de Deus vem por Jesus Cristo, presente na Igreja. É em nome de Jesus Cristo que o ministro do sacramento reconcilia, na Igreja, os penitentes.

Devemos nos preparar sempre para a eternidade, uma vez que não sabemos a hora em que vamos morrer. O Céu é um lugar santo, e só vai para lá o que se santifica,pois Deus é Santo, e o projecto de Deus para nós é a nossa Santidade! A Sagrada Eucaristia está na terra, que é o corpo e sangue de Jesus, e enquanto estamos na terra devemos adora-Lo em Espírito e Verdade, com todo o coração e a alma. Devemos ser prisioneiros do sacrário, onde está a Sagrada Eucaristia, presença real de Cristo, carne do Seu coração, que bate incessantemente por amor a nós. Quanto mais o adoramos, mais íntimo ficamos de Jesus, e do próximo, pois Ele é amor transbordante, que nos cura, lava, transforma-nos em novas criaturas. ”Ó Deus, Tu és o meu Deus! Anseio por Ti! A minha alma tem sede de Ti; todo o meu ser anela por Ti, como terra árida, exausta e sem água. Quero contemplar-Te no santuário, para ver o teu poder e a tua glória”.(Sl 63, 2-3).
Fortalecidos com o seu corpo e sangue, temos força para sofrer com Ele e tomar a nossa cruz e segui-Lo, nos penitenciando e expiando pelos nossos pecados, com orações, sacrifícios e boas obras. (Mc.10,38).
Jesus perdoou os pecados do paralítico e, ele ficou curado(Mc 2,1-12), entretanto, avisou-o que não pecasse outra vez, pois poderia ficar pior. Então existe uma relação entre a doença, a saúde e o pecado e a santidade?  ”A desgraça persegue os pecadores; a felicidade é a recompensa dos justos”(Pv 13,21). Nada se esconde diante do Senhor, toda a nossa vida é um livro escrito e aberto a seus olhos. ”Aquele que dissimula as suas faltas, não prosperará; mas quem confessa e se emenda terá misericórdia”(Pv. 28,13). Portanto segundo a palavra de Deus:”…que é viva, eficaz e mais afiada que uma espada de dois gumes”….todos seremos julgados segundo as nossas obras na terra, pois somos feitos para a eternidade.

”Sede sóbrios e vigiai, pois o vosso adversário, o diabo, como um leão a rugir, anda a rondar-vos, procurando a quem devorar. Resisti-lhe, firmes na fé, sabendo que a vossa comunidade de irmãos, espalhada pelo mundo, suporta os mesmos padecimentos”.(1Pe. 5, 8-9).”Revesti-vos da armadura de Deus, para terdes a capacidade de vos manterdes de pé contra as maquinações do diabo. Porque não é contra os seres humanos que temos de lutar, mas contra os Principados, as Autoridades , os Dominadores deste mundo de trevas, e contra os espíritos do mal que estão nos ares´´(Ef. 6,11-12).

88ba58f3abc195480fec7091685fff9cAjuda para uma boa confissão:
Maus pensamentos contra o próximo.
Receber na Eucaristia Jesus , sem o devido respeito e honra.
Não desagravar Jesus Filho de Deus, pelas comunhões que se fazem ao recebe-Lo na mão.
Estar distraídos na Santa Missa.
Não meditar o Santo Evangelho.
Vestir indecorosamente ou ”de qualquer maneira”, para assistir à Santa Missa.
Não se preparar com oração entes da confissão e da comunhão.
Não fazer o propósito de emendar as faltas cometidas.
Ir à Santa Missa só para cumprir(não por amor).
Não destinar tempo para oração diária.
Passar de largo ou com indiferença frente ao Sacrário.
Não rezar o ”Angelus”.
Não louvar a Deus e dar-lhe graças ao levantar e ao deitar.
A falta de caridade com os vossos irmãos.
Não rezar o Santo Rosário com devoção.
Não ler a Santa Palavra de Deus e meditá-la.
Duvidar da Misericórdia de Deus.
Ter pouca auto-estima.
Abster-se de comer pelo espaço de meia hora antes e depois de receber a comunhão.
Ser pessimista e negativo.
Rezar”a correr” sem meditar na oração.
Comungar sem ouvir a Palavra de Deus.
Sair do templo sem terminar o Santo Sacrifício e não receber a bênção.
Todos esses pecados são de omissão, tende pois muito presente para que façais uma boa confissão. rezar o salmo 51 antes da confissão é bom.
Quando me confessei pela última vez? Ocultei ou calei, de propósito, na minha última confissão, algum pecado grave? Cumpri a penitência? tenho dado a Deus o lugar que lhe pertence, na minha vida? Tenho participado na Missa, ao domingo e dias de preceito? Tenho rezado de manhã e à noite? Tenho oferecido a Deus os meus trabalhos, alegrias e dores? Tenho recorrido a Ele nas tentações?
Tenho aderido com firmeza à doutrina da Igreja? Tenho-me apresentado francamente como cristã, evitando tudo o que é prejudicial à fé?
Tenho confiança absoluta em Deus ou tenho acaso outros deuses, em quem tenho mais confiança; superstições, bruxedos espiritismo ou outras artes de magia absurda?
Tenho tido verdadeiro amor ao meu próximo?
Na família, tenho contribuído para o bem de todos?
Tenho sido bom filho para os meus pais, obedecendo-lhes no devido e respeitando-os em tudo?
Como pai ou mãe, tenho-me preocupado com a educação cristã dos meus filhos, dando-lhes bom exemplo? Como marido ou mulher tenho sido fiel de corpo e coração?
Tenho repartido os meus bens com os que são mais pobres do que eu? Quanto depende de mim, tenho defendido os oprimidos, ajudado os infelizes, socorrido os necessitados, ou tenho desprezado o meu próximo, sobretudo os pobres, os fracos, os velhos, os estrangeiros, os homens de outra raça?
Tenho sido justo no meu trabalho ou no meu emprego? Tenho dado a quem para mim trabalha o salário justo? Tenho cumprido lealmente os meus deveres para com o meu patrão? Tenho procurado não prejudicar a comunidade não usando de regalias de que não necessito ou a que não tenho moralmente direito? Tenho sido bom filho da Igreja? Tenho participado nas obras de apostolado e da caridade da Igreja, e da vida da minha comunidade paroquia?

Tenho-me preocupado com o bem e a prosperidade da minha terra e do mundo, ou preocupo-me só comigo?Tenho cumprido os meus deveres de cidadão, tenho pago honradamente os impostos?
Tenho sido verdadeiro e fiel? Fiz mal aos outros com palavras falsas, calúnias, juízos temerários, violação de segredos?
Atentei contra a vida dos outros? Fiz-lhes algum mal? aconselhei ou procurei o aborto? Tenho ódio aos outros? Estou de relações cortadas com alguém? Furtei coisas alheias, desejei-as injusta ou desordenadamente, ou causei-lhes dano? Já devolvi aquilo que injustamente retive ou reparei o dano que causei? Tenho em meu poder alguma coisa que pedi emprestada e ainda não restituí ao seu dono?
Guardei os sentidos e todo o meu corpo na pureza e na castidade, como templo que é do Espírito Santo? Deixei-me dominar pelo prazer? Tenho feito leituras, tido conversas, assistido a diversões e espectáculos contrários à honestidade cristã e humana? Observei a lei moral no uso do matrimónio?
Procedi contra a minha consciência por medo ou hipocrisia?

Pecados de apostasia, ou negação de Deus:
”Ouvi, ó céus, e escuta, ó terra, porque é o Senhor quem te fala: ”Criei filhos e fi-los crescer, mas eles revoltaram-se contra mim. O boi conhece o seu dono, e o jumento, o estábulo do seu senhor; mas Israel, meu povo, nada entende.” Ai de vós, nação pecadora, povo carregado de iniquidades, raça de malfeitores, filhos malvados! Abandonaram o Senhor, renegaram o Santo de Israel, voltaram-lhe as costas”(Is 1, 2-4). Muitas pessoas negam a Deus, abandonam a Igreja, ou são racionalistas ou ateus, acham que Deus não existe, e se separaram de Deus. Toda a alma anseia sempre por estar unida ao Criador, porque é criada por Deus à Sua imagem.Todo o ser humano suspira por Deus, como diz o salmista: A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo!(Sl. 42, 2-3). Quando não sentimos esta experiência com Deus, nossa alma sente grande dor e sofrimento interior.

Pecados de Imoralidades:como adultério, fornicação, a prostituição, o incesto, a homossexualidade, o lesbianismo. ”Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Pois o templo de Deus é santo, e esse templo sois vós”.(1Cor. 3, 16-17). Devemos pedir perdão pelos nossos  pecados cometidos no nosso próprio corpo, pois o nosso corpo é templo de Deus.São Paulo nos diz em Romanos 12: ”Por isso, vos exorto, irmãos, pela misericórdia de Deus, a que ofereçais os vossos corpos como sacrifício vivo, santo, agradável a Deus. Seja este o vosso verdadeiro culto, o espiritual”. Diz também, que o pecado não reine mais no nosso corpo mortal, não devemos obedecer as nossas paixões da carne, no serviço do pecado.(Rm.6, 12-13). Lembremos-nos de Sodoma e Gomorra, as cidade mais promiscuas, foram totalmente destruídas pelo fogo e enxofre, devido às perversões. E devemos  fazer um esforço sério por viver uma vida de castidade, no estado de vida em que estejamos. Vivamos então uma vida sexualmente pura e casta e encorajemos os outros a fazer o mesmo. O adultério é pecado, pois foi quebrada as suas promessas matrimoniais, feitas diante de Deus e dos homens. Não se separem os homens o que Deus uniu, o casamento é um sacramento .Fora das uniões Homem e mulher, não existe casamento, pois Deus fez homem e mulher, portanto  para Deus é pecado não nos aceitarmos tal como Deus nos criou.Diante de Deus, NEM UM SER HUMANO TEM O DIREITO NEM AUTORIDADE PARA INTERFERIR E QUESTIONAR A SUA OBRA CRIADORA.Pois o plano de Deus para nós é a nossa santidade.

Pecados de mentira, calunia e difamação, roubo, ódio,violência, má língua:”Ora, Eu digo-vos: de toda a palavra ociosa que os homens disserem, prestarão contas no dia do juízo. Porque pelas tuas palavras serás justificado e pelas tuas palavras será condenado”.(Mt12,36-37). A nossa língua foi feita para louvar a Deus, para falar bem dos outros e para abençoar a tudo e todos. Por causa das nossas más língua muitas pessoas sofrem a vergonha e a ignomínia diante dos outros, e quando são consagrados ainda é pior por que muitos deixam o seu estado de vida, pela discórdia e desconfiança, divórcios etc…Zaqueu depois da conversão, decidiu mudar de vida, e rectificar os lesados quatro vezes mais.(Lc 19, 1-10).

São Tiago diz-nos:”Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede como um pequeno fogo pode incendiar uma grande floresta! Assim também a língua é fogo, é um mundo de iniquidades; entre os nossos membros, é ela que contamina todo o corpo e, inflamada pelo inferno, incendeia o curso da nossa existência”. (Tgo 3, 5-6).

Pecados de homicídio: Assassinatos, envenenamento, genocídios, esfaqueamentos, guerras, abortos, todos os crimes são graves, porque são a sangue frio. O Céu brada justiça por esses crimes. Não devemos incentivar nem apoiar o aborto, muitas vezes achamos que estamos fazendo o bem aconselhando os anticoncepcionais,o aborto  a Eutanásia. Só Deus pode dar e tirar a nossa vida, a vida inicia-se no momento da concepção, no ventre materno, e não deve ser destruída em nenhuma fase.Toda a criança é criada à imagem de Deus com alma imortal; por isso todo o aborto é um homicídio, que fere o coração de Deus.TODA A AUTORIDADE VEM DE DEUS, e aqueles que exercem a autoridade sobre a Terra, devem acreditar em Deus e seguir os mandamentos de Deus. Todos que tem autoridade dada por Deus, e aprovam leis contra a sua autoridade e contra os mandamentos de Deus. Não conduzem o povo nos valores morais de vida, e são responsáveis, durante o seus governos, por aprovar tais leis, contra a autoridade divina.
Diz o Senhor:”Ai dos que decretam leis injustas, e dos que redigem prescrições opressoras, dos que afastam os pobres do tribunal e zombam dos direitos dos fracos do meu povo, fazendo das viúvas a sua presa e roubando os bens dos órfãos! Que fareis vós no dia do ajuste de contas, quando o furacão vier de longe? A quem acudireis em busca de auxílio e onde escondereis as vossas riquezas?”(Is. 10, 1-3). Devemos ensinar correctamente a Palavra de Deus, sem preguiça nem negligencia, é o dever de todo o cristão, corrigir as pessoas das suas acções erradas e pecados, lembrando-nos sempre que nós também somos pecadores, e que toda advertência serve para nós em primeiro lugar, procurando na nossa vida fugir dos pecados, e mudar nosso comportamento, com arrependimento e contrição verdadeira, dando os melhores exemplos.Ninguém deve acusar os outros,julgar nem censurar, ou apontar o dedo, ou repreender pois todos caímos,  todos pecamos, somos miseráveis criaturas, necessitadas da misericórdia de Deus. Todos nós devemos examinar-nos constantemente o nosso comportamento, nossas obrigações como pessoa, como pai , filho/a, mãe, mulher, profissional, esposa/o, amigo/a, naquilo que somos, temos ou fazemos; nunca devemos ter atitudes com os nossos irmãos de fariseus ou hipócritas mais, de serviço, ouvindo e tentando ajudar, zelando, confortando, rezando e aprendendo e ensinando, devemos cuidar com carinho dos nossos irmãos,como se de Jesus se tratasse. Jesus disse, que aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra. Ninguém é digno e ninguém é bom só Deus é Verdade, caminho e vida, só Ele conhece os corações. Só Ele é Amor, é Misericórdia. Quanto maior o pecado maior a Misericórdia de Deus para com todos, pois a todos ama.

O Senhor disse: ”…Mesmo que os vossos pecados sejam como escarlate, tornar-se-ão brancos como a neve. Mesmo que sejam vermelhos como a púrpura, ficarão brancos como a lã.(Is. 1,18). Toda a alma precisa ser purificada de todos os pecados e imperfeições.Os pais têm o dever de dar o exemplo aos seus filhos e também os mais velhos, e as autoridades em geral, assim como todo o cidadão. Apocalipse 22, 14 diz:”Felizes os que lavam as suas vestes, para terem direito à árvore da Vida e poderem entrar nas portas da cidade”.
Em João, 8, 12 ; Jesus falou: ”Eu Sou a Luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas terá a Luz da vida”.
São Paulo nos diz que, por nada nos devemos inquietar; mas em tudo apresentar a Deus, nas preces os nossos pedidos, dando sempre acções de graça.(Fl 4, 6). Para terminar, podemos dizer que Deus nos ama a todos como se fossemos filhos únicos, e nos quer junto do seu Coração de Pai. Jesus disse: ”Se alguém tem sede, venha a mim; e quem crê em mim que sacie a sua sede! (Jo 7, 37-38). Bendito seja Deus!

Advertisements