Oração da Via-Sacra

 

A vida do cristão está marcada pela cruz, devido aos nossos sofrimentos, pecados, erros e ofensas. Jesus morreu como homem nesta vida e obteve-nos a salvação ao ressuscitar dos mortos, ao terceiro dia. Cada cristão deve levar a sua cruz tal como Jesus.

As cruzes que carregamos são muito pequenas em comparação com a cruz de Jesus. A Cruz de Jesus é sempre um exemplo que nos dá força e nos estimula a carregar as nossas. Se aceitarmos os nossos sofrimentos com paciência e com amor, unimo-nos a Jesus e a sua Cruz, e Ele ao mesmo tempo nos dispõem a ressuscitar com Ele, um dia, na alegria do Céu, pois foram os nossos sofrimentos e dores que Ele suportou.
Sigamos então com Ele o caminho da Cruz como testemunhas e também como participantes, reconhecendo nela todos os trabalhos e sofrimentos da nossa vida e em todos os homens que sofrem em todo o mundo. Que essa mesma Cruz seja a nossa referência e Luz no nosso caminho, dizendo:


Senhor, este caminho da Cruz queremos refazê-lo contigo, e com todos os homens que renovaram a tua Paixão e que ainda a renovam no sofrimento e na morte.
Desde o dia em que levaste esta Cruz, ao longo das ruas de Jerusalém, desde o momento em que foi ela que te levou, crucificado para nós, crucificado por nós, o sinal da Cruz tornou-se o sinal da nossa fé. Sabemos que, cobrindo-nos com este sinal, revivemos a tua Paixão, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

Acto de contrição: Meu Deus, de todo o coração me arrependo dos meus pecados; odeio-os e detesto-os porque ofendem a Vossa infinita Majestade e são causa da morte do Vosso Divino Filho, Jesus Cristo, e da minha ruína espiritual. Proponho nunca mais cometê-los no futuro e fugir sempre das ocasiões de pecar. Senhor, tende misericórdia e perdoai-me.

1ª Estação: Jesus é condenado a morte
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

De pé, serenamente tranquilo, Jesus escuta os repetidos gritos da multidão que pede a sua crucifixão e a sentença de Pilatos que o condena. O governador romano reconhece a inocência de Jesus, mas condena-O… Como é terrível a nossa falta de lógica quando estão em jogo interesses mesquinhos.

Ó bom Jesus, condenado à morte por meu amor, dai-me a graça de aceitar por vosso amor a morte que fordes servido reservar-me.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

2ª Estação: Jesus toma a Cruz aos ombros

V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Após a sentença de Pilatos, apressaram-se a trazer uma pesada cruz para que Jesus a levasse até ao Calvário. Talvez, nessa hora, ao ver o fracasso do Mestre, alguns discípulos se tenham afastado desiludidos. Era o fim. Jesus tinha exigido muito quando disse: “se alguém quiser vir após Mim, renuncie-se a si próprio, tome a sua cruz todos os dias e siga-me.”

Ó bom Jesus, que com tanto amor tomastes a Cruz, dai-me força para levar, como Vós, a minha cruz.

 

  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

3ª Estação: Jesus cai pela primeira vez
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Enfraquecido pela perda de sangue, fatigado pelo caminho doloroso da flagelação, Jesus cai sob o peso da Cruz. Novos sofrimentos, um repetido doer de todas as feridas da flagelação, da coroação de espinhos e a chaga aberta do ombro.

Ó bom Jesus, nós Vos fizemos cair por causa do peso dos nossos pecados. Perdoai-nos quando tivermos a desgraça de Vos ofender.

 

  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

4ª Estação: Jesus encontra a sua Mãe
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

No caminho do Calvário, Jesus encontra a sua Mãe. O encontro na dor é mais encontro. Quando os que habitualmente o acompanhavam fugiam, a sua Mãe correu para Ele. Ela amava-o ternamente e quem ama não conhece dificuldades nem encontra objeções.

Ó bom Jesus, pelas dores da vossa Mãe Santíssima, fazei que nunca me separe d’Ela, que a honre e ame e que Ela esteja ao meu lado na hora da minha morte. Ó meu Jesus, tomai o meu coração para que eu seja sempre Vosso!


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

5ª Estação: Simão Cirene carrega a Cruz de Jesus
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Um homem forte, vigoroso, um valente lavrador, regressava do campo. Chamavam-lhe Simão e era natural de Cirene. Pediram-lhe para ajudar Jesus a levar a sua cruz. Não por compaixão mas para que o condenado pudesse chegar com vida ao Calvário.

Ó bom Jesus, pela graça que fizestes a Simão Cireneu, que Vos ajudou a levar a cruz, fazei que eu saiba ajudar os outros a levar a cruz. Preservai do pecado os homens, salvai do inferno os pecadores e livrai das suas penas as almas do Purgatório.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória


6ª Estação: Verónica enxuga o rosto de Jesus

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Enquanto o corteja passava entre uma multidão de curiosos, de indiferentes e de poucos amigos, uma mulher do povo, movida de compaixão, aproximou-se de Jesus e pediu-lhe permissão para limpar o seu rosto ensanguentado. Meu amado Jesus nesta piedosa mulher reconheço o modelo das almas reparadoras.

Ó bom Jesus, que no véu da Verónica deixastes impresso o vosso rosto adorável, imprimi-o profundamente no meu coração.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

7ª Estação: Jesus cai pela segunda vez

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Esgotado por tantas perdas de sangue, tropeçou e caiu novamente, sob o peso da Cruz. Eu vejo-Te meu jesus estendido no chão. Só, sem ninguém ao vosso lado. Novas humilhações, risos e comentários, mas Vós abraçado à Cruz que é o peso das nossas misérias, dai-me a vossa graça para nunca mais tornar a pecar.

 

  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 


8ª Estação: Piedosas mulheres choram por Jesus

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

 

Ao ver o Senhor Jesus em tão lamentoso estado, um grupo de mulheres de Jerusalém choram de emoção por Ele. Jesus disse-lhes: ”Não choreis por mim mas por vós e pelos vossos filhos”.

Ó bom Jesus, que tão carinhosamente consolastes as mulheres de Jerusalém, consolai e ensinai todos os aflitos a sofrer cristãmente.
Peço-Vos perdão pelos meus pecados, prometo impedir quanto puder, de repeti-los através de boas obras, bons exemplos e orações.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

9ª Estação: Jesus cai pela terceira vez
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Novamente o meu Jesus está por terra. Terceira queda mais dolorosa e mais humilhante que as anteriores. Ó bom Jesus, tende piedade de tantos pecados que não cessam de Vos ofender. Senhor, proponho reparar o mal e as injustiças cometidas neste mundo, principalmente contra os pobres e desprotegidos. Que o Evangelho me lembre que todo o mal feito ao próximo é uma ação contra Vós.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

10ª Estação: Jesus é despojado das suas vestes
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!


Quando Jesus chega ao Calvário tiraram-lhe brutalmente as vestes, entre risos e más palavras causando-lhe novas humilhações e sofrimentos.
Ó meu amado Jesus, pelas dores que tanto sofrestes ao ser despojado dos Vossos vestidos, tende piedade de tantos que Vos ofendem com as suas imodéstias.

Senhor, concedei-me a graça de cada vez mais desprender o meu coração de toda a vaidade e satisfação pecaminosa e procurar unicamente em Vós a minha felicidade.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

11ª Estação: Jesus é pregado na Cruz

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Obedecendo à vontade do Pai, serenamente, Jesus estendeu os braços sobre a Cruz. Com fortes pancadas de martelo cravaram –lhe pregos nas mãos e pés sem piedade. Ao ver-Vos crucificado, meu Senhor, um sentimento de profunda gratidão vem em minha alma. Obrigado Meu Senhor e meu Deus por sofrer e morrer por mim. Ó bom Jesus, perdão e misericórdia pelos méritos das vossas chagas santas. Senhor, quero pertencer-Vos na Vida, na morte e na eternidade. Não permitais, ó meu amado Jesus, que eu me separe de Vós.

  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

12ª Estação: Jesus morre na Cruz;
V. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Ao fim de três horas de agonia e indizíveis tormentos, “Jesus tomou o vinagre que lhe apresentaram e disse: Tudo está consumado. Depois baixou a cabeça e entregou o espírito”.

A morte de Jesus renova-se todos os dias nos altares da Santa Missa. Meu adorado Jesus, inspirai-me grande devoção à Santa Missa, para que eu dela participe com as disposições com que Vossa Mãe Santíssima se manteve ao pé da Cruz.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

13ª Estação: Jesus é descido da Cruz

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

 

Maria Santíssima recebe nos braços o corpo de Seu Divino Filho, contempla suas Chagas, o seu rosto pálido e desfigurado e o seu coração transpassado.
O mais belo dos Filhos dos homens, meu bom Jesus, morrestes para salvar o mundo, concedei-me a graça de morrer com a vossa Cruz nas mãos e o Vosso amor no coração.
Ó Mãe, aceita-me como filha, acompanha-me na vida; socorrei-me agora, mas especialmente na hora da minha morte.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

14ª Estação: Jesus é depositado no túmulo

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

José de Arimateia foi pedir a Pilatos o Corpo de Jesus. Embalsamaram apressadamente o corpo do Senhor, fizeram um pequeno cortejo fúnebre, e O colocaram num sepulcro novo.

Senhor Jesus, chegastes ao último acto da Vossa humilhação, a do sepulcro. Como são preciosas as almas, para Vós Senhor, para dardes a vida por elas, oferecendo-Vos como Vítima! Quero seguir-Vos para onde me chamardes, para colaborar convosco na obra da Redenção. Ó meu bom Jesus, que repousastes no túmulo para lá sair gloriosamente, fazei que a graça da Vossa Cruz me ressuscite para a vida eterna. Assim seja.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

 

15ª Estação: A Ressurreição de Jesus

  1. Nós Vos adoramos e bendizemos, ó Jesus.
    R. Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo!

Creio firmemente, meu Deus, na ressurreição de Jesus Cristo, como creio na ressurreição da carne. Quero ressuscitar todos os dias para uma vida nova, para merecer ressuscitar para a glória no último dia. Ó meu Jesus, entrego o meu passado à Vossa Misericórdia, confio o meu futuro à Vossa providência, consagro o meu presente ao Vosso amor. Assim Seja.


  1. V. Tende piedade de nós, Senhor.
    Tende piedade de nós, pecadores.

Pai Nosso, Ave-maria, Glória

Oração Final:
Senhor, eis que chegamos ao fim desta Via-Sacra que Vós haveis percorrido pelas ruas de Jerusalém. Admirámos Senhor os Vossos sofrimentos e padecimentos por todos nós. Vós nos conheceis e sabeis bem de que barro somos feitos. Perante Vós estão as nossas dificuldades, esforços e misérias. Na nossa via- sacra precisamos contar com a vossa ajuda e presença da sua graça, para levar convosco as nossas cruzes de cada dia, até o fim, com alegria e amor. Assim seja.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s