O Dom do Grande Selo de Deus

maxresdefault

 

O Selo de Deus , para o final dos Tempos.

A esta devoção, o Céu tem prometido um dom precioso e poderoso para os devotos do Precioso Sangue. O Grande Selo de Deus, o tabernáculo vivo nos nossos Corações, é uma marca espiritual concedida aos devotos do Preciosíssimo Sangue contra o selo do inimigo, o 666.
O Selo de Deus, concede aos devotos força espiritual para resistir a todas as tentações de Satanás, e suportar os sofrimentos que virão através do Anticristo. Este Selo é obtido permanecendo em estado de Graça Santificante, especialmente durante os períodos referidos por Nosso Senhor, quando os Anjos passarem pela terra para o conceder.

O Dom do Selo tem suscitado muito interesse entre os fiéis, e,  portanto, é necessária uma explicação cuidadosa. Como podemos ler na Bíblia, quando os israelitas deixaram o Egipto para a Terra Prometida, (Êxodo 12, 21-28), foram instruídos pelo Senhor através de Moisés para aspergir com o Sangue dos cordeiros os umbrais das portas. Este sangue serviria como um ”Selo” de protecção contra o Anjo da Morte, enviado para castigar os egípcios.

Um selo, no sentido espiritual, é algo extremamente importante que o Espírito Santo concede a uma alma, para suportar os ataques e as provações causados por satanás e seus agentes. Nas mensagens da Devoção ao preciosíssimo Sangue, Jesus revelou a Barnabé que seria um dom precioso dado a todos os devotos. Em 11 de Dezembro de 1998, Barnabé presenciou uma visão de Jesus, que baixava com um cálice que tinha em cima uma língua de fogo. Raios Divinos desprendiam-se do cálice, Jesus disse:

”Meus filhos isto… este é o Meu Sangue, o Sangue da vossa redenção. Abri os vossos corações ao Meu Grande Selo.”

Jesus explicou que Ele desejava criar dentro dos nossos corações, um sacrário vivo para lá fazer morada. A oferta de um coração para Ele é de grande importância, uma vez que no fim dos tempos, quando muitos tabernáculos serem profanados e fechados, serão os nossos corações que guardarão a presença de Jesus em nós. Os tempos que virão serão também de grandes provações e sofrimentos, e como se tem profetizado, muitos serão espiritualmente cegos, e cairão na armadilha do Anticristo. O Dom do Selo é uma fonte de força e graça para permanecer firmes na nossa fé. Jesus falou sobre isto a 09 de Julho de 1999:

”Recebe agora o teu Selo, afim de que não te encontres seco, quando entrares na aridez do deserto. Nesse tempo, todos os que estejam selados serão fortalecidos pelo Meu Preciosíssimo Sangue. Suas débeis almas tornar-se-ão corajosas”.

Explicando como uma alma selada está rodeada por Hostes Celestes, Jesus disse na mesma mensagem:

fotografia”Alegra-te, ó Jerusalém, porque em ti foi construído o Tabernáculo do Meu amor. O oceano do Meu Preciosíssimo Sangue brotará e renovará o mundo. Estás rodeada por uma multidão de Anjos do Céu, para guardar-te dia e noite. Ninguém terá o poder de te destruir novamente.”

Os devotos receberam o Selo pela árdua luta por permanecer em um estado de Graça Santificante, especialmente no período especificado para o Selo. Jesus indicou que o Selo deve ser distribuído cada Sextas-feiras do ano, entre as horas do Selo, 12 meia- noite às 3 da manhã, especialmente nos seguintes períodos:

Segunda sexta-feira de Dezembro, continuando todas as sextas-feiras do mês até à primeira sexta-feira de Janeiro.
Primeira sexta-feira do mês de Abril continuando todas as sextas-feiras até à primeira sexta-feira de Maio.
Cada sexta-feira do grande mês de Julho, pois é o mês normalmente dedicado ao Sangue Precioso de Jesus.

Antes de receber o Selo, os devotos devem tratar de realizar cinco meses consecutivos de horas do Getsémani, tempo em que todas as orações ditadas por Jesus, se rezam. Então, numa Missa votiva do Preciosíssimo Sangue, os devotos são consagrados, e através das bênçãos do padre, as almas serão seladas.

Qualquer sacerdote pode realizar a consagração especial ditada a Barnabé, e assim o Selo será recebido. Isto, em qualquer parte do mundo.
Nosso Senhor disse que a Missa do Selo fosse oficializada na terceira sexta-feira do mês, entre as horas do Selo, 12h meia-noite às 3 da manhã, se possível.

Também é importante para os devotos renovar este Selo de tempos em tempos. A renovação do Selo pode ser feita pessoalmente cada sextas-feiras durante o horário do Selo.
O que importa é que a pessoa esteja em ambiente de oração e devoção, seja em casa ou na igreja.

Se a pessoa estiver a trabalhar, Jesus pede simplesmente que trabalhe com espírito de mortificação. A renovação de um grupo de oração pode ser realizada no momento apropriado e em horários específicos.

Para evitar perder o Selo, deve ser evitado a todo o custo, as ocasiões de pecado. É por isso que é tão importante renovar o selo de tempos em tempos. Também se deve permanecer fiel à devoção.

”Porque vós sabeis que não é por bens perecíveis, como a prata e o ouro, que tendes sido resgatados da vossa vã maneira de viver, recebida por tradição de vossos pais, mas pelo precioso Sangue de Cristo, o Cordeiro imaculado e sem defeito algum, aquele que foi predestinado antes da criação do mundo e que nos últimos tempos foi manifestado por amor de vós”(1 Pedro 1,18-20).

Advertisements