Nossa Senhora das Lágrimas

Terço da Coroa das Lágrimas de Nossa Senhora

Este terço que a Mãe de Deus entregou à Irmã Amália, tinha 49 contas brancas, divididas em grupos de sete contas igualmente brancas. É portanto semelhante ao terço das sete dores de Maria. Tinha ainda mais três contas e uma medalha com a imagem de Nossa Senhora das Lágrimas.
A medalha é parte essencial deste terço, devendo se exactamente como aquela que a Mãe mostrou à Irmã Amália em 8 de Abril de 1930.

 

Este terço ou coroa, reza-se do seguinte modo.

”Jesus Crucificado!…
Ajoelhados aos Vossos Pés, nós Vos oferecemos as Lágrimas d’Aquela que Vos acompanhou no Vosso caminho sofredor da Cruz, com intenso amor participante. Fazei ó bom Mestre que apreciemos as lições que nos dão as Lágrimas da Vossa Mãe Santíssima, afim de que cumpramos a Vossa Santíssima Vontade aqui na terra, de tal modo que sejamos dignos de louvar-Vos no Céu por toda a eternidade. Amém.

Nas contas que separam os grupos de sete reza-se:
Ó Jesus, olhai para as Lágrimas d’Aquela que mais Vos amou na terra, e mais intensamente Vos ama no Céu.

Nas sete contas brancas reza-se:
Ó Jesus, atendei as nossas súplicas, pelas Lágrimas da Vossa Mãe Santíssima.

No fim repete-se três vezes, nas três contas finais:
Ó Jesus, olhai para as Lágrimas d’Aquela que mais Vos amou na terra e mais intensamente Vos ama no Céu.

Oração final:
Ó Maria, Mãe do Amor, das Dores e da Misericórdia nós Vos pedimos: uni as Vossas súplicas às nossas afim de que Jesus, Vosso Divino Filho, a quem nos dirigimos em nome das Vossas Lágrimas de Mãe, ouça as nossas súplicas, e nos conceda para além das graças que Vos pedimos, a Coroa da Vida eterna. Amém.

A Irmã Amália:
A Irmã Amália pertencia ao primeiro grupo das oito irmãs, co-fundadoras do Instituto que no dia 8 de Dezembro de 1927 tinham recebido o hábito e fizeram os seus votos perpétuos igualmente no dia 8 de Dezembro de 1931.
Aconteceu que um parente da Irmã Amália estava em grande aflição. A sua esposa encontrava-se gravemente doente e vários médicos declararam que não havia nenhum remédio que pudesse salva-la.
Rompendo em lágrimas o pobre homem disse. ”O que vai ser então dos meus filhos?”.
A Irmã Amália tomou muito a peito a aflição deste seu parente e dirigiu-se ao Divino Salvador. De  repente sentiu-se chamada a ir ter com Jesus no Sacrário. Foi para a Capela, onde de braços abertos se pôs de joelho diante do altar, e disse a Jesus.-‘‘Se já não há salvação para a mulher de meu familiar, eu estou disposta a oferecer a minha vida pela mãe desta família. Que quereis que eu faça?”

Jesus Respondeu-lhe:-”Se queres obter essa graça pede-Ma em atenção às Lágrimas de Minha Mãe”.
Perguntou a Irmã Amália:-”Como devo Rezar?”
Então Jesus ensinou-lhe as seguintes orações.
Ó Jesus atendei as nossas súplicas pelas Lágrimas da Vossa Mãe Santíssima.
Ó Jesus olhai para as Lágrimas d’Aquela que mais Vos amou na terra, e mais intensamente Vos ama no Céu.”

E Jesus acrescentou:
”Minha filha, tudo o que os homens me pedirem em atenção às Lágrimas da Minha Mãe, Eu amorosamente lhes concederei.
Mais tarde Minha Mãe concederá este tesouro ao nosso querido Instituto, como íman da MISERICÓRDIA.” Tudo isso  aconteceu no dia 8 de Novembro de 1929.
A promessa do Divino Salvador à Irmã Amália, de que a Mãe de Deus entregaria mais tarde ao seu querido Instituto um tesouro insigne, cumpriu-se no dia 8 de Março de 1930.

Nossa Senhora das Lágrimas auxílio dos pobres e aflitos.
”Tenho compaixão deste povo”; Estas palavras do Divino Salvador, outrora dirigidas aos seus discípulos, quando a multidão o seguia sem ter comido nada durante três dias, podemos com todo o direito aplicá-las a Maria, a Mãe Misericordiosa do nosso bondoso Redentor.
As necessidades e aflições dos homens, chegam a ser tão grandes; particularmente a sua miséria espiritual, a injustiça e o pecado do mundo neo pagão, clamam de tal modo ao Céu, que esta Mãe misericordiosa está cheia de piedade para com os seus filhos que o Divino Salvador, do alto da Cruz, lhe confiou.
Pelas suas aparições em Lurdes, La Salete, Fátima e outros lugares, a Santíssima Virgem Maria lembrou aos homens a Sua presença junto deles e revelou-se como Mãe bondosa dos pobres e aflitos.
Aparição de Nossa Senhora a Irmã Amália:
Escreve:-”No dia  8 de Março de 1930, eu estava na capela, de joelhos, nos degraus do altar, quando de repente  senti-me como que elevada para o alto. Uma Senhora de beleza indizível aproximava-se de mim.
Trazia um vestido roxo, um manto azul e um véu branco que a envolvia até ao peito. Com um sorriso aproximava-se de mim pairando. Tinha nas mãos um terço que Ela mesma chamava ”coro”. As contas brilhavam como o sol e eram brancas como a neve. Entregando-me esse Rosário, Ela dizia:
”Este terço é o terço das Minhas Lágrimas que o Meu Filho quer confiar ao teu Instituto como parte da sua herança. Meu Filho já te ensinou as invocações. Por elas, Ele quer honrar-Me dum modo muito especial, e por isso concederá, de bom grado, todas as graças que se pedirem em atenção às Minhas Lágrimas. Este terço servirá para a conversão de muitos pecadores, e especialmente dos que estão possessos pelo demónio.
Ao Instituto de Jesus Crucificado está reservado uma honra especial que é a conversão de muitos membros de uma seita transformando-os em árvores floridas dentro da igreja.

Por este terço o demónio será vencido e o domínio do inferno destruído. Prepara-te para este grande combate. Dito isto, a Senhora desapareceu”.

Numa segunda aparição em 8 de Abril de 1930, a Mãe de Deus tinha revelado à Irmã Amália que devia ser feita uma medalha de Nossa Senhora das Lágrimas. O Senhor Bispo D. Francisco, bispo de Campinas Brasil, disse-nos que não só no Brasil, mas também noutros países, se realizaram numerosas conversões de pessoas que traziam essa medalha. Mas houve mais notícias ainda de intervenções singulares e até curas milagrosas, graças à recitação do terço de Nossa Senhora das Lágrimas. Portanto Graças sem conta foram já concedidas àqueles que rezam o terço em honra das Lágrimas de Nossa Senhora. A razão encontra-se na promessa do próprio Salvador, ” que não recusa nenhum pedido que lhe seja feito pelas Lágrimas de Sua Mãe Santíssima”.
É já conhecido que o Divino Salvador recompensa dum modo especial a fiel veneração das Dores da Sua Mãe Santíssima que lhe causaram tantas lágrimas.

Também na Alemanha, Bélgica e Holanda muitas graças insigne foram concedidas às pessoas que rezaram durante nove dias seguidos, o terço,(Novena), o terço de Nossa Senhora das Lágrimas, receberam os Sacramentos e fizeram obras de caridade. Ouvimos de muitos religiosos e religiosas, que a recitação deste terço se tornou para eles um hábito muito querido e que lhe devem muitas graças, mesmo extraordinárias. Há por isso vários entre eles que o rezam diversas vezes por dia para obter graças para si próprios e para os outros. Pedem pela conversão dos pecadores, dos hereges e descrentes, pelos sacerdotes e missionários, pelos moribundos, e para libertar as almas do purgatório.

Se uma alma for crente e piedosa, se tomar a peito o bem da Santa Igreja e a glória de Deus, ela saberá facilmente o que pode e deve pedir ao Bondoso Redentor em atenção às Lágrimas de Sua Santíssima Mãe. Se o nosso coração está triste e aflito, dirijamos o nosso pensamento a Deus. Pelas Lágrimas de Maria Sua Mãe Santíssima, o Seu Coração Divino, já de si próprio sempre pronto para conceder Graças e Bênçãos, tornar-se-à ainda mais clemente. diz-nos Mons. Francisco, Bispo de Campinas.

Advertisements