Breve História do “Relógio da Paixão”

No ano de 1882, Luísa com a idade de 17 anos, para se preparar para o Natal, fez uma Novena durante a qual meditava sobre os excessos do amor de Jesus por nós. No final, teve uma visão inesperada do Menino Jesus, que a convidou a crescer sempre mais na vida da sua Graça e do seu Amor. Para tal fim, disse-lhe para continuar a fazer outras 24 meditações sobre a sua Paixão e Morte distribuindo-as pelas vinte e quatro horas do dia.

Quando terminou de escrever as Horas da Paixão, Luísa enviou-as ao seu Confessor, P. Aníbal com uma carta na qual faz referência à finalidade da obra dizendo que não se trata de narrar factor da vida de Jesus, mas de reparação unindo aos vários momentos da Paixão do Nosso Senhor à diversidade de tantas ofensas e, juntamente com Jesus, fazer a digna reparação das mesma, repondo quase tudo, aquilo que todas as criaturas Lhe devem.

Efeitos da prática das Horas da Paixão

Na carta que Luísa enviou juntamente com as Horas da Paixão refere também os seus efeitos.

Julgo que quem as meditar se é pecador, se converterá; se é imperfeito, tornar-se-á perfeito; se é santo, será mais santo; se é tentado, triunfará; se é sofredor, encontrará nestas Horas a força, o remédio e o conforto; e se a sua alma é frágil e pobre, encontrará o alimento espiritual e um espelho para se contemplar, continuamente, para se adornar e tornar-se semelhante a Jesus, nosso modelo”.

maxresdefault

Como fazer as horas da paixão

Aqueles que quiserem fazer Horas da Paixão poderão colocar a questão: “Como posso fazer as Horas todas não dá?” Para responder a esta pergunta damos algumas sugestões.

  • Fazer uma hora por dia, seguindo a ordem que está no livro e no momento em que isso seja possível.
  • Na Quinta-feira a 3ª ou a 4ª Hora.
  • Na Sexta-feira poderia fazer-se uma destas Horas: 21ª, 22ª 23ª Hora
  • Nos Sábados, dias treze ou festas de Nossa Senhora poderia fazer-se uma destas Horas: 1ª, 2ª, 7ª, 21ª (A terceira palavra de Jesus na Cruz) 24ª Horas.
  • Fazer grupos de 24 pessoas e casa uma fazer uma hora por dia, formando assim um Relógio Vivo.
  • Se formos dóceis e atentos à voz do Espírito Santo, Ele guiar-nos-á, para nos introduzir no Mistério insondável da Paixão de Jesus e nas Dores de Sua e nossa Mãe, Maria Santíssima.

“Minha filha, agrada-Me tanto que vai meditando sempre na Minha Paixão e [ao meditá-la] sente pena e Me compadece, que Me sinto recompensado por tudo aquilo que sofri durante a Minha Paixão”.

(Vol. 7, 9 de Novembro de 1906)

Advertisements

2 thoughts on “Breve História do “Relógio da Paixão”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s